▷ 14 Dinâmicas De Acolhida – Só As Melhores Da Net

▷ 14 Dinâmicas De Acolhida – Só As Melhores Da Net

Se é professor ou faz a mediação de algum grupo e está em busca de ideias de dinâmicas para acolhida e apresentação, então confira 14 sugestões simples e fáceis de serem feitas que vão te ajudar muito a melhorar a integração do grupo.

1. Conhecendo um ao outro

Para fazer essa dinâmica é necessário pedaços de papel e canetas. No papel, cada participante deverá escrever uma pergunta para outra pessoa, algo que o ajude a conhecer uma pessoa. As perguntas podem ser sobre informações pessoais, a profissão, gostos, medos, e o que mais a criatividade permitir.

Em seguida, os papeis devem ser dobrados e colocados todos dentro de uma caixa.

Para que a apresentação seja mais divertida e dinâmica, cada um deverá responder a três perguntas das que estão na caixa, abrindo o papel, respondendo e colocando elas de volta para que os próximos possam sortear.

Dessa forma, algumas curiosidades sobre todos serão conhecidas, além de cada um ter que participar desse momento de descontração antes de começar o encontro.

2. Dinâmica de apresentação, eu sou…  e você quem é?

Essa é uma dinâmica simples para apresentação. Não é necessário nenhum material. Todos os participantes devem ficar em uma roda, sendo que o mediador é quem vai começar a brincadeira. O primeiro deve dizer, eu sou… e falar o seu nome e mais alguma informação sobre si. Em seguida, pergunta: e você quem é? E assim o próximo deve responder.

As perguntas vão passando até que todos da roda tenham respondido.

3. Conhecendo uns aos outros

Nessa dinâmica será necessário um objeto simbólico, que pode ser uma bola. Os alunos devem ficar em círculos sentados no chão e o primeiro deverá falar o seu nome e alguma informação sobre si, enquanto segura a bola. Em seguida, deve passar a bola para o próximo que fará a mesma apresentação, falando o seu nome e dizendo alguma informação relevante sobre si.

Todos irão fazer essa apresentação e quando o círculo terminar, o mediador deve orientar que a roda comece novamente, dessa vez pelo segundo. Cada um deve segurar a bola e falar algo sobre a pessoa que está antes dela no círculo. Isso vai mostrar quem são aqueles que estão prestando atenção na brincadeira.

4. Quem eu sou

Essa é mais uma dinâmica de acolhida e apresentação. O mediador deve preparar um formulário com perguntas sobre os participantes. Eles devem ser reunidos em círculo e cada um receberá um formulário.

Então, cada participante vai receber 30 segundo no máximo para responder as perguntas que estão no formulário.  Dessa forma todos se apresentam rapidamente e se conhecem.

5. Em busca da metade do meu coração

Para essa dinâmica serão necessários vários corações recortados de uma cartolina. Cada coração deve ser cortado ao meio de forma diferente, de forma que apenas uma metade possa ser encaixada a outra.

Essas metades dos corações cortadas devem ser distribuídas pelo chão e cada participante precisa pegar uma.

O mediador vai soltar uma música e quando ela começar a tocar, cada participante deverá sair em busca da metade do seu coração, até encontrá-la. Assim que todos encontrarem a sua metade, então a música deverá ser tocada novamente dando um tempo para que as duplas conversem de modo a conhecer um ao outro.

Quando a música parar todos devem retomar na posição de círculo. Nesse lugar, cada um irá fazer a apresentação, porém, não sua e sim do seu colega que acabou de conhecer.

6. Interrogatório

Essa dinâmica é interessante para descontrair e integrar um grupo. É selecionado um participante que vai responder ao interrogatório. Ele não pode dizer as palavras Não, Sim e nem Porquê.

Então, os demais participantes deverão começar a fazer perguntas que instiguem o interrogado a usar as palavras proibidas.

  Essa é uma dinâmica que pode ser muito divertida. Se tem bastante tempo sobrando, pode trocar o interrogado cada vez que ele falar uma das palavras que são proibidas.

7. Dinâmica para integração de grupos

Nessa dinâmica, cada participante deverá receber uma ficha com várias frases e um espaço na frente para colocar o nome de alguém.

Com o formulário e uma caneta em mãos, o grupo deverá procurar entre os demais participantes, alguém que se encaixe em cada uma das frases descritas. A seguir, algumas frases de exemplo:

– Uma pessoa que já tenha morado em outra cidade.

– Uma pessoa que tem a mesma cor dos olhos que os seus.

– Alguém cujo nome tenha mais que cinco letras.

– Alguém cuja a cor preferida seja azul.

– Alguém que tenha a mesma idade que você.

– Alguém que esteja usando meias listradas.

Muitas outras perguntas podem ser elaboradas, dependendo do tempo disponível para realização da dinâmica. Ao final, todos devem dizer o que acharam da dinâmica e alguma curiosidade descoberta durante suas pesquisas.

8. Dinâmica da bala

Devem ser distribuídas uma bala para cada participante. O mediador explicará que a tarefa é descascar a bala sem usar nenhuma de suas mãos. Dado o sinal, todos devem começar a sua tarefa de descascar a bala sem usar as suas mãos.

Nessa dinâmica o desafio é descobrir que eles podem contar com a ajuda de outra pessoa para desembrulhar a bala. Ao final, se eles tiverem descoberto isso, questione os participantes sobre o porque de não terem solicitado a ajuda de um colega.

9. O feitiço

Os participantes deverão sentar-se em círculo. Cada um vai receber um pedaço de papel e lápis ou caneta. Nesse papel, deverá escrever algo que o seu colega da direita terá que fazer. Pode ser um castigo, um mico, qualquer coisa. É importante que o colega não veja o que foi escrito.

Assim que todos escreverem e dobrarem os seus papeis, então o mediador vai dizer que ocorreu um problema e o feitiço virou contra o feiticeiro. Então, cada participante terá que fazer aquilo que ele escreveu no papel para outro colega fazer.

10. O abismo

Para a realização dessa dinâmica, você precisará apenas de fita crepe. No chão, deverá colar duas fitas em linha reta, uma paralela a outra, deixando um espaço entre elas. Esse espaço será chamado de abismo.

Coloque todos os participantes de um lado do abismo e então peça que cada um deles invente uma forma de atravessar o abismo. Será apenas uma pessoa de cada vez a fazer essa travessia. Porém, ninguém pode repetir a forma como o outro atravessou.

Dessa forma, a turma precisará se ajudar, pensar, dar sugestões, de forma que todos os colegas consigam fazer a travessia desse abismo de forma original.

É uma dinâmica muito divertida e ótima para a integração de grupos.

11. Dinâmica da confiança

Você precisará de lenços ou pedaços de TNT escuro que possam impedir a visão, sendo usados com vendas nos olhos. O grupo deverá ser separado em duplas e cada dupla apenas um será vendado e o outro não.

Então, todo o grupo deverá percorrer um determinado trajeto, sendo que os que não estão vendados devem ajudar aqueles que estão com a venda nos olhos.

É uma dinâmica para se aprender sobre cooperação e confiança.

12. Dinâmica de apresentação

Essa dinâmica é muito simples e também muito divertida. Em círculo, o mediador deve solicitar que todos se apresentem dizendo OI eu sou… e o seu nome seguido de algum gesto ou movimento. Quando ele fizer essa apresentação, todos devem responder Oi e repetir o nome da pessoa com os gestos ou movimentos que ele fez.

Cada um deve fazer um movimento ou gesto novo e diferente para falar o seu nome, fazendo com que todos se movimentem e a brincadeira fique muito descontraída.

13. Dinâmica do amigo secreto para apresentação

Apesar de se chamar Amigo secreto, não é um sorteio. Na verdade, cada participante vai escolher um colega, mas não deve ser alguém que já tenha se apresentado.

Dessa forma o primeiro não se apresenta, escolhe alguém e fala sobre essa pessoa, apresentando características até que os demais adivinhem quem é. O próximo deve escolher outra pessoa e assim por diante, até que todos sejam apresentados.

14. A teia de barbante

Essa é uma dinâmica de integração que é bem interessante, pode ser usada em diferentes contextos. Iremos exemplificar como ela funcionária para a apresentação pessoal em um grupo, mas ela pode ser usada com diversos fins, como uma teia de sonhos, uma teia de relacionamentos, uma teia de negócios e assim por diante.

Formando um círculo e com um rolo de barbante o mediador começa se apresentando, ele deve falar nome, idade e alguma informação interessante sobre ele mesmo. Depois disso, segura a ponta do barbante e joga o rolo para um próximo participante que poderá estar em qualquer outro ponto no círculo e não necessariamente ao lado dele.

O ideal é que as pessoas vão sendo escolhidas de forma aleatória, façam a sua apresentação e joguem o rolo de barbante para outro. Assim, ao final esse barbante vai formar uma imensa teia, que pode ter muitas reflexões acerca dela.

Deixe uma resposta